Presidente da Uefa não descarta Liga dos Campeões sem público e projeta final para julho ou agosto

0
192

A pandemia do coronavírus paralisou campeonatos mundo afora e também deixou o torneio de clubes mais badalado do mundo pendente de uma definição em plena fase de mata-mata. E, para que a Liga dos Campeões não corra o risco de não ser concluída, a Uefa não descarta a possibilidade de realizar mais jogos sem público – inclusive a grande decisão da competição, marcada para o Estádio Olímpico Atatürk, em Istambul.

O presidente da confederação, Aleksander Ceferin, deixou claro que a retomada das partidas deve ser prioridade, mesmo que não seja possível contar com os torcedores nas arquibancadas, uma vez que muitos países do mundo devem seguir evitando aglomerações, apesar da provável retomada da circulação das pessoas.

– O futebol não é nem de longe o mesmo sem torcedores. Mas é definitivamente melhor jogar sem torcedores na arquibancada e tê-lo de novo na televisão do que não ter absolutamente nada. É isso que as pessoas querem, isso devolve a energia positiva aos lares. Provavelmente seja em julho ou agosto. Não podemos deixar para setembro ou outubro – avaliou o mandatário.

Uma dificuldade para a realização dos jogos da Champions seria a movimentação das equipes pelo continente, uma vez que muitos países estão e devem permanecer com as fronteiras parcialmente fechadas, com proibição da entrada de estrangeiros.

A fala de Ceferin, entretanto, deixa claro que o torneio não será concluído depois do mês de agosto, quando a Uefa pretende mudar a chave – com atraso – para a temporada 2020/21. Após a paralisação dos campeonatos, a entidade adiou a final da Champions – e também da Liga Europa – sem definir nova data. Ela estava marcada, inicialmente, para 30 de maio.

G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui