Presa há 1 ano, desembargadora recebe R$ 459 mil em salários e benefícios

0
168

Foto: TJBA

Presa há quase um ano, a desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago, ex-presidente do TJ-BA (Tribunal de Justiça da Bahia), continua a figurar na folha de pagamento do órgão.

Ela está presa preventivamente no Complexo Penitenciário da Papuda, no DF, desde o dia 29 de novembro de 2019, quando foi alvo da Operação Faroeste, sob suspeita de participação em um esquema de venda de decisões judiciais e grilagem de terras e já recebeu durante o período de reclusão R$ 459 mil.

Leia a matéria completa no site Justiça Potiguar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui