Polícia investiga empresário com coronavírus que fez festa para 15 pessoas no RN

0
286

A Delegacia de Polícia Civil de Carnaubais, no interior do Rio Grande do Norte, divulgou nesta quinta-feira (2) que irá abrir um inquérito policial contra o empresário Francisco Chagas Neto, de 28 anos, para apurar um possível crime relacionado à disseminação do novo coronavírus (Covid-19).

No último sábado (28), o empresário potiguar promoveu uma festa para cerca de 15 pessoas enquanto aguardava o resultado do teste para a doença. A confirmação do diagnóstico veio no dia seguinte, no domingo (29). Até a tarde desta quinta-feira (2), este é o único caso confirmado da Covid-19 na cidade de Carnaubais, segundo as autoridades sanitárias locais.

De acordo com a Polícia Civil, Chagas Neto será investigado por três crimes: “praticar, com o fim de transmitir a outrem moléstia grave de que está contaminado, ato capaz de produzir o contágio; causar epidemia, mediante a propagação de germes patogênicos e o crime de infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa”. A informação foi divulgada pela corporação por meio de nota.

Medidas restritivas

Por causa do coronavírus, a governadora Fátima Bezerra restringiu atividades coletivas como festas, carreatas e outras manifestações que possam gerar aglomerações para impedir a propagação da doença no RN. A primeira prisão por descumprimento ao decreto estadual 29.541 aconteceu no domingo (29), quando 23 pessoas foram detidas em uma festa.

O estado já registrou duas mortes por Covid-19: um professor de química, de 61 anos e um jovem gastrólogo de 23 anos, que morreu em Natal.

G1 RN

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui