Homem é assassinado com golpes de pá na Grande Natal

0
32

Um homem de 46 anos foi assassinado a golpes de pá em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal. A vítima era um servente de pedreiro que morava sozinho há cinco meses na própria casa em que trabalhava realizando uma reforma.

O crime aconteceu na Rua Padre João Maria, no bairro Regomoleiro. O corpo de Edinaldo Bezerra de Melo foi encontrado na noite desta segunda-feira (3) entre a sala e a cozinha do imóvel.

Segundo a polícia, havia sinais de luta corporal no local. A pá usada no crime foi apreendida para passar por perícia e ajudar nas investigações.

Servente de pedreiro Edinaldo Bezerra de Melo, de 46 anos, foi assassinado com golpes de pá na Grande Natal — Foto: Reprodução

Servente de pedreiro Edinaldo Bezerra de Melo, de 46 anos, foi assassinado com golpes de pá na Grande Natal — Foto: Reprodução

A porta da frente da residência não tem sinais de arrombamento. Vizinhos contaram à polícia que ouviram barulhos estranhos, pancadas, e a vítima gritando por socorro.

Sem sinais aparentes de invasão à residência, o delegado da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) que esteve na ocorrência informou que uma possibilidade a ser levada em consideração é de que Edinaldo Bezerra recebeu os assassinos em casa antes do crime.

O Instituto Técnico-Científico de Perícia realizou perícia no local e levou o corpo para a sede do órgão em Natal.

Viaturas da Polícia Civil e do Itep em frente ao imóvel onde servente de pedreiro foi assassinado a golpes de pá em São Gonçalo do Amarante, no RN. — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

Viaturas da Polícia Civil e do Itep em frente ao imóvel onde servente de pedreiro foi assassinado a golpes de pá em São Gonçalo do Amarante, no RN. — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

Cunhado da vítima, Luiz Joaquim afirmou que Edinaldo Bezerra tinha inimizades, porque, embora fosse uma pessoa trabalhadora, era difícil de lidar quando bebia, cometendo desavenças e pequenos crimes, o que pode ter motivado o assassinato.

O homem disse que viu o corpo do familiar com várias pancadas na cabeça, além de sangue espalhado pela casa, como se ele tivesse brigado com os criminosos. Nenhum suspeito foi preso.

G1RN

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui