Governadora do RN pede ‘rigor’ e ’empenho’ nas investigações do caso Gabriel

0
204

A governadora do Rio Grande do Norte Fátima Bezerra pediu empenho e rigor nas investigações do caso Gabriel. No domingo (14), um corpo de um homem foi encontrado em uma região de mata. A família acredita que trata-se de Giovanne Gabriel de Souza Gomes, de 18 anos, que desapareceu no dia 5 de maio.

“Falei com Priscila, mãe do menino Gabriel, um jovem do bairro Guarapes que estava desaparecido desde o último dia 4 e cujo corpo foi encontrado hoje, infelizmente sem vida. Expressei minha indignação e minha solidariedade à família e aos amigos de Gabriel”, disse a chefe do executivo estadual por meio do Twitter.

E acrescentou: “E disse a ela: já entrei em contato com nossas forças de segurança, com a delegada-geral Ana Cláudia, e determinei que todo o empenho seja feito no processo de investigação, todo o rigor. Nossa juventude não merece um destino tão cruel”.

Gabriel foi visto pela última vez na manhã do dia 5, quando saiu de casa no bairro Guarapes, em Natal, para ir de bicicleta à casa da namorada em Parnamirim. O pai de Gabriel, Jeová Gomes, reconheceu as roupas do corpo encontrado como sendo do filho, mas ainda não confirmação por parte do Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep). O trabalho de perícia deverá ser concluído na manhã desta segunda.

“Quando eu cheguei pra reconhecer pedi aos técnicos que virassem ele. Reconheci pelo calção e pela camisa, não dava pra reconhecer mais porque o corpo estava em decomposição. Conheci também por um relógio que ele tem que tava no braço dele. Eu não tenho dúvidas que é o corpo do filho. É o corpo do meu filho, eu tenho certeza”, disse Jeová Gomes, que está na sede do Itep aguardando a confirmação da identificação.

“Eu tinha esperança de encontrar meu filho vivo, agora eu peço justiça e que as investigações continuem pra eu saber o motivo porque eu não me conformo. Meu filho não era uma pessoa ruim, não era metido com nada errado. Sou mãe, tenho o direito de saber o que aconteceu”, diz Priscila Souza, mãe de Gabriel.

“As providências estão sendo tomadas, querida Priscila, para que outros garotos, como Gabriel, não nos deixem de forma tão trágica, em tenra idade. Todo o empenho da PC para que possamos ir a fundo e que o (s) culpado (s) sejam exemplarmente punidos”, completou Fátima Bezerra.

Todas as mensagens da governadora foram marcadas com a hashtag “#VidasNegrasImportam”, que ganhou notoriedade no mundo inteiro após o assassinato do ex-segurança negro George Floyd, morto asfixiado por um policial branco nos Estados Unidos.

Está marcado para às 10h30 desta segunda-feira (15) a manifestação “Justiça por Gabriel”, no CMEI Marilanda Bezerra, em Natal, convocada por amigos, familiares e movimentos sociais. O assunto “Quem matou Gabriel?” esteve entre os comentados do Twitter no Brasil, na noite de domingo (14).

“Acharam o corpo de Gabriel. O ato de amanhã será por justiça. Quem matou Gabriel, jovem negro, periférico, com a vida pela frente? Quem escondeu o corpo? Exigimos resposta e justiça. Por Gabriel e por cada jovem negro que tomba em meio ao genocídio em curso”, disse a deputada federal Natália Bonavides.

G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui