Funcionário mais antigo do futebol, massagista do Flamengo morre após contrair a Covid-19

0
364
Rio – O Flamengo está de luto nesta segunda-feira. Faleceu nesta tarde, aos 68 anos, Jorge Luiz Domingos, o Jorginho, massagista do clube há mais de 40 anos. Ele estava internado em um hospital da Ilha do Governador, onde lutava contra a Covid-19. A informação foi confirmada à reportagem por um familiar do massagista.
Jorginho chegou ao Flamengo em 1980 e presenciou as principais conquistas da história do clube. Foi o único a participar dos dois títulos do clube na Libertadores, em 1981 e em 2019. Além disso, integrou a delegação brasileira campeã do mundo em 2002.
Nos últimos dias, o Flamengo tem se mostrado favorável ao retorno do futebol, mesmo em meio à pandemia do coronavírus. No último fim de semana, o clube realizou exames em jogadores e comissão técnica e aguarda os resultados para bater o martelo sobre um possível retorno.
O Flamengo lamentou o falecimento de Jorginho e agradeceu ao massagista pelas quatro décadas em que esteve no clube. Confira a nota do clube na íntegra:
É com muita tristeza que o Clube de Regatas do Flamengo comunica o falecimento do massagista Jorge Luiz Domingos, mais conhecido como Jorginho, funcionário mais antigo do Departamento de Futebol e com quatro décadas dedicadas com muito amor, carinho e seriedade ao clube.

Jorginho estava internado no Hospital da Ilha do Governador e sofreu parada cardíaca após complicações da Covid-19 nesta segunda-feira (04/05). Ao longo de 40 anos, Jorginho conquistou inúmeros títulos com o Flamengo e foi peça muito importante no pentacampeonato mundial da Seleção Brasileira em 2002.

O Clube de Regatas do Flamengo presta condolências à família, amigos e companheiros de trabalho de Jorginho e agradecerá eternamente por toda a sua dedicação durante muitos anos ao Rubro-Negro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui