Diretor do Multishow é preso sob acusação de usar cartões clonados em hotéis de luxo

0
164

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) — Um diretor do Multishow, Aaron Salles Torres, do humorístico “Vai que Cola”, foi preso no Rio de Janeiro sob acusação de aplicar golpes em hotéis de luxo da cidade. Ele e o namorado, Jhony de Souza Oliveira, se hospedavam nos locais usando cartões clonados, de acordo com as autoridades.

Eles estavam sendo investigados pela Polícia Civil do Rio desde o início do ano, após esta ser notificada sobre o possível crime por um hotel cinco estrelas no qual a dupla havia passado o último Réveillon. As diárias do local giram em torno de R$ 1.500.

A prisão aconteceu em flagrante, quando Aaron e Jhony faziam o check-in em uma outra unidade da mesma rede em Santa Teresa, com cartões falsos que usavam dados de terceiros.

À revista Época, a delegada Natacha Oliveira, que investiga o caso, afirmou que o casal irá responder por estelionato e organização criminosa – outros membros do esquema ainda estão sendo investigados. Em depoimento, eles negaram que tenham praticado golpes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui