Depois de matar namorada, homem comete suicídio

0
325

O ex-companheiro de Amanda Linhares Santana, de 26 anos, acusado de matar a jovem e balear sua família, teria cometido suicídio na manhã deste domingo (3), horas após praticar o crime.

A Polícia Militar recebeu um chamado para encontro de cadáver na rua Vinhedo, próximo à Estrada do Alvarenga, em Pedreira, extremo sul de São Paulo, por volta das 7h deste domingo.

De acordo com a corporação, no local foi encontrado um homem dentro de um carro com ferimentos na cabeça causados por disparo de arma de fogo. Dentro do veículo, no colo do homem, estava a arma.

A PM ainda informou que o carro estava com o vidro aberto e a vítima foi encontrada sob o volante, com a cabeça sangrando. A morte do homem foi constatada no local.

Uma arma calibre 38, com numeração raspada, também foi encontrada junto dele. Três munições, sendo duas intactas, foram localizadas no veículo.

A 3ª Companhia do 24º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano confirmou que o homem dentro do carro é Luís, suspeito de matar a ex-namorada na noite deste sábado (2).

A perícia foi acionada. Um familiar também compareceu ao local. O caso é apresentado no 3° Distrito Policial de Diadema.

Amanda Linhares morreu na hora

Amanda Linhares morreu na hora

ARQUIVO PESSOAL

O caso

Uma família foi baleada pelo ex-namorado de Amanda Linhares Santana, de 26 anos, na região de Americanópolis, zona sul de São Paulo, na noite de sábado (2). Amanda morreu no local e o homem fugiu.

O caso ocorreu na rua Maria Clotilde Martins Rocha, no Jardim Selma. Amanda e o namorado estavam juntos há três meses e haviam passado o Réveillon na praia. Após uma discussão, o rapaz agrediu a namorada e Amanda terminou o relacionamento.

A jovem retornou para São Paulo e foi ao apartamento onde eles moravam para buscar os pertences. Os pais, Jardel Costa Santana e Vanusa Linhares, e seu irmão Paulo Linhares Santana, a acompanharam.

Naquele momento, o rapaz apareceu e, inconformado com o término do relacionamento, atirou em toda a família. Amanda foi atingida na cabeça. Já o pai, a mãe e o irmão foram baleados no abdômen, braço e mão, respectivamente. Após o crime, o homem fugiu.

Amanda não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O corpo foi levado ao IML (Instituto Médico Legal). Jardel foi socorrido e encaminhado Pronto Socorro do Hospital Saboya, Vanusa ao Pronto Socorro do Hospital Pedreira e Paulo ao Centro de Especialidades Municipal Quarteirão da Saúde, em Diadema.

O suspeito, que tem envolvimento com o tráfico de drogas, fugiu em um Fiat Uno branco. O caso foi registrado no 98° Distrito Policial, Jardim Miriam.

R7

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui