Caicó volta a ter abastecimento de água sem sistema de rodízio após 27 anos, diz Caern

0
274

Após 27 anos, o município de Caicó, na região Seridó potiguar, está com fornecimento de água continuado em todas as áreas da cidade, sem rodízio por bairro. A informação foi divulgada pela Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) nesta segunda-feira (9). Segundo a estatal, o novo modelo de distribuição está funcionando há dois meses.

De acordo com a empresa, a mudança ocorreu após a união de fatores como as chuvas que caíram em 2020, investimentos no sistema via adutora Manoel Torres e o envio de água do sistema Coremas.

O bom inverno recarregou o Açude Coremas, responsável pela perenização do rio Piranhas. Já o Sistema de Abastecimento de Água no município recebeu investimentos de cerca de R$ 60 milhões na execução de novas adutoras, Estações Elevatórias de Água (EEA), reservatórios e uma nova Estação de Tratamento de Água (ETA).

Ainda de acordo com a Caern, também houve expansão e modernização da rede de abastecimento, cuja obra foi finalizada em 2019. De acordo com a companhia, no entanto, mesmo com a melhoria hídrica, a população deve se manter alerta para o uso racional da água.

Segundo o IBGE, Caicó tem uma população estimada em mais de 68,3 mil pessoas – o que torna o município um dos 10 mais populosos do Rio Grande do Norte.

Captação de água em Jardim de Piranhas, RN, feita pela Caern — Foto: Caern/Divulgação

Captação de água em Jardim de Piranhas, RN, feita pela Caern — Foto: Caern/Divulgação

Sistema

O abastecimento de água é realizado através do Sistema Produtor Integrado Manoel Torres com vazão de 700 m³/h, abastecendo todas as zonas da cidade simultaneamente. No entanto, alguns pontos mais altos da cidade podem, ocasionalmente, experimentar intermitência na vazão nos horários de maior consumo.

Segundo a Caern, a melhora na captação foi possível após acordo de um novo termo de alocação de águas do açude Coremas, que garantiu segurança hídrica na captação da Caern no rio Piranhas. Além da realização de manutenção preventiva nos equipamentos da Adutora Manoel Torres realizado em agosto.

Itans

O sistema Itans também foi ampliado e modernizado, com capacidade de produção de até 1000 m³/h, no entanto, a Caern ressalta que o manancial não teve grande recarga esse ano e o termo de alocação de água deste manancial autoriza apenas o uso ocasional e emergencial desse sistema.

G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui