Caicó perde um de seus homens mais honrados: morreu nesta madrugada, Toinho Poroca.

0
399

Faleceu nesta madrugada de sábado, 11 de abril de 2020, em Caicó, aos 92 anos de idade, Antônio Pereira de Medeiros Filho, conhecido como Toinho Poroca.

Por volta de meia-noite, ele chamou os filhos e disse que estava com sede, sentou na cama e, aos poucos, foi desfalecendo.

O SAMU foi chamado até a residência, como também o seu médico, o cardiologista, Dr Sérgio Bezerra, mas o mesmo não resistiu a insuficiência cardíaca e veio à óbito a 1hora da manhã.

Toinho Poroca nasceu em 19 de outubro de 1927, em São João do Sabugi, quando ainda era distrito de Serra Negra do Norte.

Casado há 68 anos, desde 24 de novembro de 1951, com Gilza Costa de Medeiros, cuja união gerou 9 filhos, sendo sete mulheres e dois homens, 9 netos e 1 bisneto.

Seu primeiro emprego foi com o tio, Joaquim Poroca,construindo carroceria de caminhão.

Foi motorista do saudoso bispo Dom José Delgado.

Também trabalhou na Santôrres, foi caminhoneiro, além de ter sido da primeira turma de escoteiros de Caicó, também era maçom.

Uma de suas filhas, Maria Generosa ‘Loloza’, afirmou: “foi um filho, esposo, pai, avô, tio, amigo…espetacular, amoroso, dedicado. Foi e será sempre o nosso herói, sempre…”.

A familia informa que o velório terá inicio as 8h, no Sempre e, o sepultamento ocorrerá, logo em seguida, às 10 horas, no Cemitério Campo Jorge, em Caicó.

Ao mesmo tempo, pede a compreensão de todos porque, devido à pandemia do Covid-19, os protocolos da OMS e do Ministério da Saúde – sobre velório e sepultamento – restringem os ritos fúnebres à família.

Blog Suerda Medeiros

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui