Cacique Raoni é internado e testa positivo para Covid-19

0
173

O cacique Raoni, líder indígena da comunidade kayapó, foi internado no Hospital Dois Pinheiros, em Sinop (MT), com sintomas de pneumonia. Exames confirmaram que ele contraiu o novo coronavírus.Em nota, o Instituto Raoni informa que o estado de saúde do cacique é bom, sem febre e que ele respira normalmente, sem ajuda de oxigênio. Raoni tem 90 anos.

No comunicado, a entidade informa que foi constatado que Raoni teve “alterações na taxa de leucócitos no sangue e sintomas de pneumonia”. O indígena então foi submetido a testes específicos – tomografia computadorizada e sorologia – que confirmaram a Covid-19. Os exames mostraram a presença de anticorpos para o novo coronavírus.

O instituto informa na nota que só foi autorizado pela família a divulgar a nova internação depois que houve comprovação de que o cacique está fora de perigo.

Devido à sua idade, o líder inspira cuidados e ele seguirá sob assistência médica até ficar “completamente recuperado”, informa a nota. Caso seu quadro permaneça estável, Raoni terá alta “em breve” e retornará para sua aldeia, a Metuktire na Terra Indígena Capoto/Jarina. O instituto destaca ainda que a Covid-19 está se alastrando na Terra Indígena Capoto/Jarina, colocando muitos moradores em risco.

Outra internação

A internação ocorre pouco depois de um mês de Raoni ter tido alta hospitalar. Em meados de julho, ele havia apresentado um quadro de hemorragia digestiva. Na ocasião, passou por duas unidades hospitalares, permanecendo internado por uma semana.

Raoni é uma liderança de forte influência mundial. Ele chegou a ser indicado ao Prêmio Nobel da Paz, por iniciativa de ambientalistas e indigenistas. O cacique mantém interlocução com líderes ao redor do planeta, como o papa Francisco.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui