Brasil completa 6 meses do 1º caso de Covid e passa de 117 mil mortes

0
239

O consórcio de veículos de imprensa divulgou novo levantamento da situação da pandemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, consolidados às 20h desta quarta-feira (26).

O país registrou 1.090 mortes pela Covid-19 confirmadas nas últimas 24 horas, chegando ao total de 117.756 óbitos. Com isso, a média móvel de novas mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 938 óbitos, uma variação de -5% em relação aos dados registrados em 14 dias.

Em casos confirmados, já são 3.722.004 brasileiros com o novo coronavírus desde o começo da pandemia, 47.828 desses confirmados no último dia. A média móvel de casos foi de 37.370 por dia, uma variação de -16% em relação aos casos registrados em 14 dias. Nesta quarta-feira, completam seis meses desde o registro do primeiro infectado no Brasil.

  • MÉDIA MÓVEL: veja como estão os casos e mortes no seu estado
  • PANDEMIA NAS CIDADES: consulte casos e mortes em cada município do Brasil

No total, 5 estados apresentaram alta de mortes: RJ, GO, AP, TO e BA.

Em relação a terça (25), MT estava com a média de mortes em estabilidade e, hoje, apresenta queda.

Brasil, 26 de agosto

  • Total de mortes: 117.756
  • Registro de mortes em 24 horas: 1.090
  • Média de novas mortes nos últimos 7 dias: 938 por dia (variação em 14 dias: -5%)
  • Total de casos confirmados: 3.722.004
  • Registro de casos confirmados em 24 horas: 47.828
  • Média de novos casos nos últimos 7 dias: 37.370 por dia (variação em 14 dias: -16%)

(Antes do balanço das 20h, o consórcio divulgou dois boletins parciais, às 8h, com 116.692 mortes e 3.674.721 casos; e às 13h, com 116.964 mortes e 3.683.224 casos confirmados.)

Estados

  • Subindo: RJ, GO, AP, TO e BA.
  • Em estabilidade, ou seja, o número de mortes não caiu nem subiu significativamente: RS, MG, SP, DF, MS, PA, RO, PB e RN.
  • Em queda: PR, SC, ES, MT, AC, AM, RR, AL, CE, MA, PE, PI e SE.

Essa comparação leva em conta a média de mortes nos últimos 7 dias até a publicação deste balanço em relação à média registrada duas semanas atrás (entenda os critérios usados pelo G1 para analisar as tendências da pandemia).

G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui