Vinte e nove pessoas são retiradas de área próxima a barragem da Vale

126

A forte chuva que atingiu a cidade de Rio Preto, na Zona da Mata, em Minas Gerais, na noite dessa sexta-feira (15) provocou estragos na barragem da Usina Hidrelétrica Mello, que pertence à empresa mineradora Vale. Preventivamente, 29 pessoas que moram na área de influência da hidrelétrica tiveram que ser removidas de suas casas.

Segundo a Defesa Civil de Minas Gerais, a pequena central hidrelétrica (PCH) da Bacia do Rio Paraibuna é operada por uma empresa pertencente ao grupo Vale, que acionou o Plano de Ação de Emergência da barragem na manhã de hoje (16).

Em nota, a Defesa Civil atribui à empresa a informação de que a chuva provocou uma infiltração de água na galeria de drenagem da barragem.Os moradores de Rio Preto que tiveram que deixar suas casas estão sendo levados para pousadas da região.

Todo o processo é acompanhado pela Coordenadoria Municipal de Defesa Civil de Rio Preto, bem como pela coordenadoria estadual.

Também em nota, a Vale confirmou o acionamento do plano de emergência devido à elevação do nível de água no reservatório da hidrelétrica. A mineradora informou que, desde novembro passado, a barragem passa por obras para ampliar a segurança das instalações.

A companhia afirmou que presta assistência aos moradores de dez propriedades rurais, previamente mapeadas, que precisarem. De acordo com a Vale, algumas das 29 pessoas têm residências em áreas urbanas. “A Vale está monitorando a situação. A barragem e o nível de água encontram-se estáveis. Ainda não há previsão de retirada do alerta.”

Fonte: Agencia Brasil