Seleção faz hoje nos EUA primeiro jogo após Copa

150

O técnico Tite decidiu acabar com o rodízio de capitães e escolheu o atacante Neymar para portar a faixa nos jogos da seleção. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (6), um dia antes do amistoso contra os Estados Unidos, em Nova Jersey.

O gesto do técnico é um aceno à estrela do time, muito criticado após a eliminação na Coa do Mundo da Rússia. É uma forma também de demonstrar a confiança que o treinador tem no jogador.

“Para mim, é um grande prazer e uma grande honra ser nomeado capitão. Vou fazer tudo para exercer essa função como deve ser”, afirmou Neymar, que estreou pela seleção no MetLife, em 2010, em jogo contra a seleção americana.

O atacante falou ainda da pressão sofrida nos últimos anos e disse estar preparado para as críticas.”Dificilmente alguém vai passar por algo que passei, por todos esses anos, o momento de pressão. Fui alvo de críticas e coisas ruins, e não me senti bem naquele momento para falar. Quando eu não estou bem para falar, prefiro ficar calado.”

Ele afirmou que prefere dar a resposta aos críticos em campo. “Não importa se eu sou o capitão. Eu resolvi aceitar novamente porque aprendi muitas coisas e vou aprender muito mais, e essa responsabilidade vai fazer bem para mim”, ressaltou.

O time que enfrenta os EUA nesta sexta-feira (7), às 21h05 (Globo e SporTV), deve iniciar com Alisson no gol, Thiago Silva e Marquinhos na zaga, Fabinho na lateral direita, Filipe Luís na esquerda, Casemiro, Fred e Philippe Coutinho no meio de campo e Douglas Costa, Neymar e Roberto Firmino no ataque.

Fabinho é o único deles que não esteve na Copa. Ele substituiu o lateral direito Fagner (Corinthians), cortado após sofrer uma lesão. Marquinhos aparece no lugar do zagueiro Miranda. O defensor do PSG foi titular em todos os jogos das eliminatórias, mas perdeu a posição para Thiago Silva no Mundial.

No meio campo, Fred substitui Paulinho. Firmino ganhou a vaga que era de Gabriel Jesus, que foi bastante contestado na Copa e não foi convocado por Tite para os amistosos nos EUA.

No ataque, Douglas Costa substitui Willian como titular. O atacante começou a ser cogitado para o time principal depois do jogo contra a Costa Rica pelo Mundial, mas ficou de fora por uma lesão muscular.

Voltou só no segundo tempo da fatídica disputa contra a Bélgica, mas foi um dos que tiveram atuação elogiada.

É o primeiro jogo do Brasil desde a derrota para a Bélgica por 2 a 0 pelas quartas-de-final da Copa do Mundo da Rússia. A seleção também enfrenta El Salvador no próximo dia 11, em partida que será realizada em Washington. Com informações da Folhapress.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here