Sargento da PM do Piauí é assassinado com golpes de foice e suspeito é morto a tiros em seguida

119

Um sargento da Polícia Militar do Piauí identificado como Francisco de Sousa Mesquita, mais conhecido na corporação como F. Sousa, lotado no Grupamento da PM de Ilha Grande, litoral do Piauí, foi assassinado a golpes de foice neste sábado (20) na PI-116, rodovia de acesso à praia da Pedra do Sal, na cidade de Parnaíba. O suspeito do crime foi morto em seguida por outro policial que presenciou o assassinato.

De acordo com a Polícia Militar, os policiais foram chamados neste sábado (20) para atender uma ocorrência no povoado Labino, na zona rural de Parnaíba. Ao chegarem lá, os policiais teriam encontrado o homem, identificado como Arnaldo Paiva de Carvalho, 41 anos, em frente à sua casa e com uma foice na mão.

Os policiais civis e militares informaram que Arnaldo sofria de transtornos psicológicos e teria atingido o sargento primeiro, usando a foice. Ainda segundo a polícia, o outro policial que estava na equipe atirou contra o homem neste momento. Os dois morreram ainda no local.

Segundo a polícia, homem atingiu sargento com golpes de foice e foi morto em seguida.  — Foto: Kairo Amaral/TV Clube

Segundo a polícia, homem atingiu sargento com golpes de foice e foi morto em seguida. — Foto: Kairo Amaral/TV Clube

A mãe de Arnaldo, Maria José Paiva, disse que os policiais já chegaram atirando. Ela confirmou que o rapaz sofria de transtornos psicológicos e que estava com a foice na mão porque ela havia pedido a ele para cortar o mato do local.

“A polícia já foi chegando com revólver na mão, ele [Arnaldo] perguntou quem estavam procurando, o policial disse ‘estamos procurando tu mesmo, bandido’. Aí já foi mandando bala. Eu saí aos gritos e não vi mais a cena. Quando eu vi, ele [Arnaldo] estava no chão e ele [policial] mandando bala. Pedi pra não atirar mais, falei ‘você já matou seu amigo’, porque eu achei que tinha sido ele [policial]. Ele disse ‘foi seu filho que matou meu amigo, eu vou matar ele’, e ele ficou atirando, até terminar de matar”, relatou Maria José Paiva, mãe do rapaz.

O delegado Rodrigo Mello, que investigará o caso, disse que o sargento foi morto porque teve receio de atirar antes de ser agredido.

“Ele [o sargento] ficou receoso de atirar no agressor e infelizmente o medo fez com que ele perdesse a vida. O outro policial neutralizou o agressor, que morreu no local. Ele será encaminhado à Central de flagrantes pra ser ouvido, está muito abalado. Será feito inquérito, mas os fatos já estão bem esclarecidos”, disse o delegado Rodrigo Mello, que investigará o caso.

PI-116 foi interditada após o crime, em Parnaíba.  — Foto: Kairo Amaral/TV Clube

PI-116 foi interditada após o crime, em Parnaíba. — Foto: Kairo Amaral/TV Clube

O coronel da PM, Márcio Oliveira, lamentou o falecimento do sargento.

“Lamentamos o falecimento do nosso irmão, que estava no atendimento da ocorrência desse rapaz que estava perturbando a comunidade. Quando chegou, tentou de todas as maneiras que jogasse fora a arma e o rapaz infelizmente feriu moralmente o nosso sargento. Foi preciso disparar contra ele, ou teria ferido outro policial”, relatou o coronel Márcio Oliveira.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ainda esteve no local, mas já não foi possível fazer qualquer tipo de procedimento.

Por conta do crime, a rodovia PI-116 teve que ser interditada e vários turistas que estavam indo pra praia enfrentaram um pequeno congestionamento até a liberação da via pela perícia da Polícia Civil.