Polícia prende ‘falsas’ esposas de presos em Penitenciária

271

Agentes penitenciários do Serrotão e policiais civis da Delegacia de Defraudações e Falsificações em operação “Santo Antônio” (em alusão ao santo casamenteiro) prenderam três mulheres em flagrante na Penitenciária Regional Raymundo Asfora (Serrotão), Campina Grande, se passando por esposas de presos. Elas portavam certidões de casamento falsificadas para ter acesso às “visitas íntimas”.

De acordo com o delegado Gerônimo Barros, “parte das autuadas, inclusive, possuíam vínculos formais de matrimônio com outros homens. Outras não se enquadravam nas exigências (esposa ou companheira), figurando como ex-namoradas, alegadamente motivando o uso dos documentos falsificados para o acesso”.

O delegado da DDF acrescentou que “outras oito pessoas foram identificadas como envolvidas nos ilícitos, dentre os quais beneficiários das visitas, outras ‘visitantes’ que também se utilizariam da mesma forma de atuação e o responsável pela comercialização dos registros falsificados. Os documentos falsos possuíam grande semelhança com verdadeiros”.