No RN, dois idosos são vítimas de violência por dia

59

A possibilidade de sofrer algum tipo de violência nas ruas é uma preocupação constante de grande parte dos brasileiros. Para alguns segmentos da população, no entanto, é dentro de casa que, muitas vezes, se encontram seus principais abusadores. Das mais de 37 mil denúncias de violência contra idosos feitas ao Disque 100 em 2018, 52% tiveram como agressor algum familiar da vítima. Para especialistas, a situação revela as barreiras que ainda existem para as denúncias, que não representam a totalidade da demanda de órgãos como o Ministério Público, nem a totalidade dos casos, que em grande parte sequer chegam a denunciar.

No ano de 2018, 1.638 pessoas foram suspeitas de ter cometido algum tipo de violência contra idosos no Rio Grande do Norte. Dessas, 57,5% eram familiares da vítima. O número de suspeitos supera o número total de denúncias feitas ao Disque 100, que foi de 823 em 2018. De acordo com o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, ao qual o canal está vinculado, isso acontece porque uma única denúncia pode ter mais de um suspeito.