Massa diz que Schumi é o maior piloto da história e revela dica para decisão em 2008: “Aproveite”

226

Se algum piloto pode dizer que teve um ótimo professor na Fórmula 1, esse alguém é Felipe Massa. E o tal “professor” não poderia ser ninguém mais campeão do que o aniversariante do dia Michael Schumacher. Na “família Ferrari” desde 2003, quando foi contratado para ser piloto de testes da Scuderia, o brasileiro sempre teve uma via aberta como o alemão. Em entrevista ao “F1 Insight”, Massa descreveu o ex-companheiro como um “herói”, mas revelou que no primeiro ano juntos Michael mostrou precaução com a evolução do piloto paulista.

Sempre trato Michael como meu professor. Sempre tivemos um relacionamento muito fácil e então era tranquilo para trabalharmos juntos, especialmente depois de 2003, que foi o melhor ano em termos de experiência para mim para voltar à F1. Mas quando sentamos lado a lado na mesma equipe em 2006, correndo juntos, ele me foi muito legal comigo na primeira metade do campeonato. Eu estava aprendendo, progredindo corrida a corrida e na segunda parte da temporada ele estava compartilhando menos informações – comentou em série de entrevistas que comemoram os 50 anos de Schumi.

Felipe Massa à frente de Michael Schumacher no GP da Malásia de 2006 — Foto: Getty Images

Felipe Massa à frente de Michael Schumacher no GP da Malásia de 2006 — Foto: Getty Images

Muito se discute entre fãs e entendidos da Fórmula 1 sobre quem teria sido o maior piloto da história da categoria. Essa disputa é na maioria das vezes polarizada entre Michael Schumacher e Ayrton Senna. Perguntado sobre essa questão, Massa acredita que Michael conseguiu alcançar os números que Ayrton, caso não tivesse falecido no GP de San Marino de 1994, também poderia ter conseguido. No final, ele escolhe o alemão como o grande nome do esporte a motor.

Eu acho que sim (sobre Michael ser o maior da história). Definitivamente, não podemos esquecer Ayrton Senna, ele era um piloto incrível. Mas o que aconteceu com ele, definitivamente, tomou alguns números que ele poderia atingir. Porém, Michael conseguiu atingir todos os esses números, talvez de um jeito que o Ayrton também teria conseguido – comentou.
Felipe Massa venceu o GP do Brasil em 2008, mas ficou sem o título mundial — Foto: Getty Images

Felipe Massa venceu o GP do Brasil em 2008, mas ficou sem o título mundial — Foto: Getty Images

Massa teve como o grande auge na carreira a temporada de 2008, quando venceu seis vezes e brigou ponto a ponto pelo título com Lewis Hamilton. Na ocasião, o brasileiro chegou à última etapa do calendário, em Interlagos, para tentar uma improvável conquista. Precisando vencer o GP do Brasil, além de torcer para um sexto lugar do inglês, Felipe foi aconselhado por Schumacher para que apenas “aproveitasse” a oportunidade.

– Antes da última corrida no Brasil de 2008, ele me disse: “Aproveite, não pense em nada. Entre no carro e aproveite sua corrida. Você pode fazê-lo”. E foi o que fiz. Tive uma corrida perfeita, aproveitei. As coisas mudaram no final, mas não por minha culpa e sim por circunstâncias da corrida – concluiu.