Jornalistas são agredidos por militantes pró-Lula em ato contra prisão

226

BRASÍLIA – Militantes pró-Lula agrediram, na noite desta quinta-feira, 5, uma equipe de reportagem do jornal Correio Braziliense que faria cobertura de ato contra prisão do ex-presidente, na sede da Central Única dos Trabalhadores (CUT), em Brasília.

Segundo relatos, o carro onde estavam uma repórter, uma fotógrafa e o motorista foi cercado por manifestantes. Desferindo socos e pontapés contra eles, os agressores – cerca de 30 pessoas – chegaram a quebrar o vidro traseiro do veículo.

A equipe teve que fugir do local. Eles chegaram a se dirigir à 5ª Delegacia de Policia Civil, mas não houve registro de ocorrência, conforme informaram policiais. A equipe retornou à sede do jornal e depois registrou queixa na Coordenação Especial de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado.  Ninguém ficou ferido.

Fonte O Estadão