Em jogo com erro do VAR, Chile vence o Equador e garante vaga nas quartas

59

Chi-chi-chi, le-le-le, viva Chile!

O Chile está classificado para as quartas de final da Copa América. Na noite desta sexta-feira, na Fonte Nova, em Salvador, a seleção comandada pelo técnico Reinaldo Rueda venceu o Equador por 2 a 1. Fuenzalida abriu o placar para o Chile, e os equatorianos empataram, de pênalti, com Enner Valencia. Alexis Sánchez, no segundo tempo, assegurou a vitória aos chilenos.

O erro do VAR

Sálvio Spinola Fagundes Filho, comentarista de arbitragem do Grupo Globo, classificou como “absurda” a atuação do árbitro de vídeo (VAR, na sigla em inglês) em Equador x Chile. O lance em questão ocorreu aos 38 minutos do primeiro tempo: o goleiro Arias, do Chile, sai da área para disputar a bola com Romário Ibarra, do Equador, que cai no chão.

O árbitro argentino Patricio Loustau nada marca. Na sequência, porém, ele interrompe o jogo, alertado pelo comandante do VAR, o colombiano Wilmar Roldán. Após analisar o lance, dá falta para o Equador e cartão amarelo para o goleiro chileno. “Isso é um absurdo. Não está no protocolo da Fifa a revisão de uma falta”, disse Sálvio.

  • Como fica?

    Líder do Grupo C e já classificado às quartas de final, o Chile depende de um empate com o Uruguai na última rodada da fase de grupos para assegurar a primeira colocação da chave. Já o Equador, que ainda não somou pontos, ainda tem chance de avançar. Se Argentina e Catar empatarem no domingo, pelo Grupo B, o time equatoriano classifica com uma vitória sobre o Japão. Do contrário, precisa torcer por outras combinações e ainda tirar grande saldo. Veja a tabela da Copa América.

    G1