DHPP esclarece crime de homicídio contra flanelinha encontrado morto no rio Mossoró no Centro da cidade

92

O delegado da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), núcleo de Mossoró, Dr. Rafael Arraes,retornou ao comando da especializada nesta segunda feira, 01 de julho,após o período de férias.

Ele concedeu entrevista ao programa Ronda Policial da TCM Telecom, onde falou sobre a elucidação de um homicídio em que foi vítima o flanelinha Jair Soares da Silva, que tinha 48 anos e foi encontrado morto boiando nas águas do Rio Mossoró, na conhecida barragem central.

O flanelinha foi assassinado a golpes de facão e teve o corpo jogado no rio entre os alga-pés e foi localizado pelos familiares que o procuravam há dois dias. De acordo com o delegado, as investigações apontaram como um dos autores do crime, o morador de rua e ex-presidiário, Paulo Henrique dos Santos Justino, “Buiú“. que chegou a ser conduzido a DHPP e confessou o crime.

Como ainda não havia mandado de prisão contra ele e o mesmo não estava em situação de flagrante, Paulo Henrique acabou sendo sendo liberado. Foi pedido a prisão preventiva dele e no dia 19 de junho a justiça expediu o mandado, mas mesmo foi assassinado.

“Buiú” como era mais conhecido, foi encontrado morto no início da manhã, em um terreno baldio ao lado da Praça do Museu, no Centro de Mossoró. O corpo apresentava perfurações de faca pelo corpo e lesões na cabeça provocadas por pedradas.

O assassinato de Paulo Henrique está sendo investigado pela equipe da DHPP.  O delegado informou que a divisão já tem o nome de um suspeito do crime, mas preferiu não adiantar nada ainda para não atrapalhar as investigações.

jair
Jair Soares foi encontrado morto dentro do Rio Mossoró