Cosern desativa ‘gato de energia’ em pousada na orla de Ponta Negra, em Natal

160

Técnicos da Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern) desativaram uma ligação clandestina de energia elétrica em uma pousada na orla da Praia de Ponta Negra, Zona Sul de Natal. A fiscalização aconteceu nesta quinta-feira (16).

No mesmo imóvel em que está instalada a pousada, também funciona um restaurante. O prédio fica na Avenida Erivan França, em frente à praia. Uma mulher responsável pelos dois estabelecimentos foi levada para prestar depoimento na delegacia.

O “gato” de energia é crime previsto no artigo 155 do Código Penal e a pena para o responsável pela fraude pode chegar a 04 (quatro) anos de reclusão. Além de crime, segundo a Cosern, a ligação clandestina representa risco de morte a quem faz e a quem está próximo.

A irregularidade provoca ainda perturbações no fornecimento de energia da região, pode provocar a queima de eletrodomésticos dos vizinhos. Nesse caso específico, era um risco à segurança dos hóspedes e dos funcionários e frequentadores do restaurante.

Operação Varredura

De janeiro a abril deste ano, a Cosern fez quase 20 mil inspeções dentro da “Operação Varredura” e desativou 2.240 ligações clandestinas em todo estado. Com essa ação, o volume de energia recuperado pela concessionária seria suficiente para abastecer, por exemplo, municípios do porte de Caicó ou Assu por 30 dias.

A população pode colaborar com a fiscalização denunciando as fraudes, de forma anônima, no telefone 116 ou no site da Cosern.