Chuvas mudam cenário e rotina de quem mora as margens do Rio Piranhas

364

As chuvas mudaram o cenário das comunidades que ficam as margens do Rio Piranhas. Em Barra de Santana, na zona rural de Jucurutu, o que antes era motivo de preocupação pela pouca água no leito do Rio, hoje se transformou em alegria.Mas, nem tudo são flores para quem mora do outro lado do Rio. O único meio de transporte de quem precisa enfrentar a correnteza na estiva, é a canoa de Roberto Dantas da Silva. CONFIRA A REPORTAGEM

Publicado por Marcos Dantas em Terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

As chuvas mudaram o cenário das comunidades que ficam as margens do Rio Piranhas. Em Barra de Santana, na zona rural de Jucurutu, o que antes era motivo de preocupação pela pouca água no leito do Rio, hoje se transformou em alegria.

Mas, nem tudo são flores para quem mora do outro lado do Rio. O único meio de transporte de quem precisa enfrentar a correnteza na estiva, é a canoa de Roberto Dantas da Silva.

No inverno, ele chega a fazer a travessia de quase 200 pessoas todos os dias. José de Arimatéia, agricultor do Sítio Santa Luzia é um deles.

O aumento do nível do Rio Piranhas se deu graças as últimas chuvas registradas em municípios da Paraíba e da região do Seridó potiguar.

De acordo com informações do Comitê da Bacia Hidrográfica do Piancó-Piranhas-Açu, hoje a água já chega na Barragem Armando Ribeiro Gonçalves.

Blog do Marcos Dantas