Central do Mercado: polêmica com Arrascaeta, e interesse do Fla em Rafinha

260

Arrascaeta foi novamente o assunto do dia na Central do Mercado. Pelo segundo dia seguido o atleta não participou das atividades da pré-temporada com os jogadores do Cruzeiro. A diretoria informou que o jogador será multado, sem detalhar valores. O uruguaio relatou, pelas redes sociais, que ele e seu empresário Daniel Fonseca receberam ameaças após terem os números de telefone divulgados. Além disso, o meia afirmou que Itair Machado, vice-presidente de futebol do clube celeste, os intimidou.

O Cruzeiro, porém, rebateu as declarações de Arrascaeta e ainda acusou o agente do jogador de forçar a rescisão de contrato com a Raposa “a fim de criar um inexistente clima de hostilidade entre clube e jogador, com o mau propósito de se valer indevidamente de fatos mentirosos para mover ações judiciais que poderiam lhe retirar do clube”.

 — Foto: Reprodução/TV Globo

— Foto: Reprodução/TV Globo

Em meio à polêmica, o GloboEsporte.com revelou que o Flamengo já conta com o “sim” do uruguaio e há um clima de sucesso na negociação pelo atleta. A oferta prevê contrato de cinco anos com Arrascaeta, que passaria a ter o maior salário do elenco Rubro-Negro. O Cruzeiro já admite negociar o meia com o Flamengo, mas pede 10 milhões de euros líquidos pela transação.

Flamengo tenta Rafinha, do Bayern

A lateral também é um setor de busca do Rubro-Negro para a temporada e a bola da vez é Rafinha, lateral do Bayern de Munique, da Alemanha. O contrato com o clube alemão termina em junho, e o brasileiro ficará livre no mercado. Dificilmente o Flamengo conseguirá a liberação imediata, mas os contatos para trazer o jogador no meio do ano já começaram. Na última quarta-feira, o vice de futebol Marcos Braz se reuniu com representantes do lateral em São Paulo.

 — Foto: Reuters

— Foto: Reuters

Rafinha não é o primeiro alvo rubro-negro para a lateral-direita nessa janela. Ainda sob o comando da antiga gestão, o Flamengo negociou com Rafael, do Lyon, mas o jogador recuou por ser torcedor declarado do Botafogo. A nova diretoria chegou a abrir conversas para repatriar Mariano, ex-Fluminense, mas esbarrou na negativa do Galatasaray em negociar o atleta. Após as eleições, o Rubro-Negro consultou a situação de Fagner e desistiu ao ouvir que teria de desembolsar US$ 5 milhões pelo lateral corintiano.

Para a lateral esquerda, o Flamengo pensou em Dodô, mas a negociação não foi adiante diante da pedida salarial: cerca de R$ 550 mil, considerada alta demais para um atleta desta posição.

Outro desejo do Flamengo para a temporada é Gabigol, ex-Santos. A situação, porém, esfriou. O clube italiano pediu uma quantia de dinheiro para emprestar o atacante ao time carioca, mas os valores não foram divulgados. Além disso, o atacante ainda sonha com uma nova chance na Inter de Milão, revelou em entrevista à revista italiana.

GE