Caso F. Gomes: Advogado Rivaldo Dantas é condenado em júri na capital do estado

65
Rivaldo Dantas, entre os dois auxiliares, foi condenado no júri em Natal

O advogado Rivaldo Dantas de Farias, foi condenado a cumprir pena de 14 anos de prisão em regime fechado. A sentença foi prolatada pela juíza, Eliana Alves Marinho, por volta das 4 horas da manhã desta quarta-feira (11).

A decisão confirma que Rivaldo Dantas, foi um dos mandantes da morte do radialista Francisco Gomes de Medeiros, assassinado no dia 18 de outubro de 2010, em sua casa no Bairro Paraíba, em Caicó.

Uma das consequências da condenação é a perda do direito de advogar. Sua carteira da Ordem dos Advogados do Brasil no Rio Grande do Norte, será cassada.

No mesmo processo, já tinham sido condenados como mandantes, o comerciante Lailson Lopes, conhecido como “Gordo da Rodoviária” e o ex-pastor evangélico, Gilson Neudo Soares do Amaral. A pena aplicada foi de 14 anos de reclusão. Veja aqui. Todos se consorciaram para ceifar a vida do radialista. Cada um tinha “uma raiva” de F. Gomes.

O autor material do crime, ou seja, aquele que puxou o gatilho da arma, João Francisco dos Santos, o “Dão”, confesso inclusive, já está condenado e cumprindo pena pelo crime.

Blog Sidney Silva