Caminhada é destaque na III Jornada de Valorização à Vida nesta segunda-feira em Caicó

74

Em Caicó, a programação da III Jornada de Valorização à Vida teve prosseguimento nesta segunda-feira (10). Às 7 horas e 30 minutos, houve a Caminhada de Valorização à Vida, com saída da Praça da Alimentação com destino à Ilha de Sant’Ana. A organização da Caminhada foi da Coordenação Municipal de Saúde Mental – secretaria municipal de Saúde  (CAPS AD / CAPS III) / CVV / Prefeitura Municipal de Caicó.

Na quarta-feira (12) será realizada uma mesa redonda com o tema: “Valorizando a vida, prevenindo o suicídio”, a partir das 8 horas, na UFRN – Caicó.  O evento está sendo organizado pela UFRN – CERES  e Coordenação Municipal de Saúde Mental, através da secretaria municipal de Saúde.

No Centro Pastoral Dom Wagner, às 14 horas, a mesa redonda vai abordar o tema: “Valorizando a vida no espaço escolar”. O evento tem a organização da UnP Caicó e Cáritas Diocesana de Caicó.

A coordenadora de Saúde Mental do Município de Caicó, Jaciclelma Márcia da Silva, destacou a parceria da secretaria municipal de Saúde com as outras instituições participantes da III Jornada de Valorização à Vida e ressaltando as comemorações do Setembro Amarelo, mês dedicado ao combate ao suicídio.

Jaciclelma lembrou o trabalho realizado pela secretaria de Saúde nesta área e enfatizou o CAPS AD (atendimentos voltados ao uso abusivo de álcool e outras drogas) e o CAPS 3 (atendimentos voltados as doenças mentais).

Também citou a residência terapêutica com 8 pacientes e os atendimentos ambulatoriais, no Centro Clínico, com o ambulatório de psiquiatria e o ambulatório de psicologia. O trabalho também conta com uma equipe multiprofissional em cada CAPs, com terapeuta ocupacional, arte educador, educadores físicos, assistente social, psicólogo, médico clínico e médico psiquiatra.

“A gente utiliza várias terapias e oficinas. Utilizamos espaços públicos para as atividades com os pacientes, incluindo a prática esportiva e o lazer. Eles adoram essas interações sociais e a gente procura oferecer um leque de atendimentos multiprofissionais para que eles não fiquem ociosos durante a estadia deles nas nossas unidades”, disse Jaciclelma Márcia.